11 5575 7840 / 5575 0076

O que fazer em caso de acidente: veículo e cabo energizado



Temos visto ultimamente muitas acidentes relacionados com baixa, média e alta tensão.  Segundo a Associação Brasileira de Conscientização para os perigos da eletricidade, o número de mortes por choques elétricos aumentou no país.
No ano de 2014, 627 pessoas morreram - um aumento de 17% em relação a 2013.
 
As regiões onde se concentram os maiores números de mortes são as regiões Nordeste, com 266 mortes e a região Sudeste, com 123. Em 3 de Janeiro de 2016, em São Gonçalo região Metropolitana do RJ, quatro integrantes da mesma família morreram eletrocutados, 
Segundo informações do 7º BPM, a família tinha saído de casa dos parentes e estava em direção ao carro quando o cabo de alta tensão teria caído sobre o veículo.
O pai de 55 anos, teria acabado de colocar o bebê no carro quando o cabo de média tensão se rompeu e caiu em cima do veículo.
 
O irmão do bebê, de 13 anos, foi tentar tirar o irmão do carro e também levou descarga elétrica. Essas situações só ocorrem por falta de conhecimento, e você saberia o que fazer? Primeiramente se você estiver dentro de um veículo, no veículo deverá ficar. E se você estiver do lado de fora, em momento algum pense em entrar. Sendo mais complexo, isso foi demonstrado pelo físico e químico Michael Faraday, na sua experiência Gaiola de Faraday. 
 
No caso, o carro seria uma gaiola metálica energizada e oca, mantendo a energia em seu exterior, isolando quem estiver dentro do veículo, dentro do carro não haverá corrente elétrica.
 
Mesmo estando dentro do veículo, orientamos para que não pegue na parte metálica, podendo ter passado corrente pelos pneus, se estiverem em contato em água com sal ou metais.
 
"A (corrente) só passa a existir se tiver um diferencial, que é o caso de a pessoa pisar no chão, porque a terra está a um potencial diferente do carro e, assim, fecha o circuito, gerando a descarga elétrica" Mas e se você estiver esperando o resgate e o carro começar a pega fogo? O que fazer??? Primeiro abra a porta, e depois se preocupe com o  risco de eletrocussão, mais precisamente o toque potencial, quando uma parte do corpo toca em um objeto energizado, como um carro, enquanto simultaneamente toca o chão, a  eletricidade passa pelo corpo da pessoa até atingir o solo, fazendo de você um condutor elétrico, o que significa que não é nada bom.  Vai ser preciso pular do veículo e cair com os dois pés juntos, em seguida usar a pisada potencial, como o solo está energizado a corrente elétrica pode viajar entre os pés se estiverem afastados, atravessando o corpo de um pé ao outro, quanto mais afastados os pés maiores as chances de choque, então afaste do carro com passos bem curtos e bem devagar a pelo menos 25 metros de distância. Se você encontrar cabos energizados caídos:
- Não dirigir ou andar sobre eles; - Fique no carro; - Se em perigo, pule para longe do carro caindo com os pés juntos; - Se afaste do carro 25 metros no mínimo.
Referências:  Disponível em http://www.diariodachapada.com.br/noticias/5323/se-fio-cair-sobre-carro-naao-desaca-recomendam-especialistas.html. acesso em 13 de fevereiro de 2016. Disponível em http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2016/01/em-sao-goncalo-4-da-mesma-familia-morrem-possivelmente-eletrocutados.html, acesso em 13 de fevereiro de 2016. Disponível em http://g1.globo.com/sao-paulo/itapetininga-regiao/noticia/2015/05/acidentes-por-choque-eletrico-no-pais-subiram-18-em-2014-diz-abracopel.htmlacesso em 13 de fevereiro de 2016.
 




Sobre Nós


Liderados pelo Dr. Koshiro Otani, médico referência nacional em Medicina do Trabalho, nossa equipe conta com profissionais experientes como Técnicos de segurança, Peritos Judiciais do Trabalho, engenheiros de segurança, médicos,enfermeiros e fisioterapeutas especialistas em Saúde e Segurança do Trabalho.

Postagens Recentes


» As novas doenças do mundo digital
 
» O que fazer em caso de acidente: veículo e cabo energizado
 
» Análise Ergonômica do Trabalho e eSocial
 
» Trabalho noturno e a repercussão na saúde
 

Tags Populares



CIPA  NR-32  Laudo ergonômico  eSocial  Médico do trabalho  Sipat  PPP  PCMSO  PPRA  NR-35  Segurança do trabalho 

© 2017 Copyright - Todos os direitos reservados.

By Hiro Comunicação

Home Artigos